. .
O CRIME NÃO COMPENSAhttp://2.bp.blogspot.com/-tpcMR8HbIYE/Wc6S8nqr4xI/AAAAAAAASng/RPzAPoOJPNUZdnzD3BViYxXPUhf-7UQ1QCK4BGAYYCw/s400/

19 de abril de 2018

‘Rei do ecstasy’: Casal de traficantes preso em Natal com patrimônio de R$ 5 milhões abastecia raves com drogas


A prisão do casal Rafael Rubio Oliveira, 35, conhecido com Rei do Ecstasy, segundo autoridades policiais, e Laíze Souza Dantas de Aragão Oliveira, 24, tem um componente comportamental de forte repercussão: eles são apontados pela polícia como responsáveis por traficar drogas e usá-las para abastecer festas realizadas por eles mesmos.
Na coletiva em que apresentou os suspeitos, a Polícia Civil não divulgou mais detalhes sobre essa vertente, mas garantiu que Laíze lavava o dinheiro do tráfico e comandava uma empresa responsável por realizar os eventos.
Laíze negou ter envolvimento com drogas e afirmou que sua empresa realiza festas “num geral”. À polícia, Rafael, que se aposentou como agente penitenciário por esquizofrenia, afirmou que vivia da venda da moeda virtual bitcoin.
“A esposa desse cidadão é responsável por uma empresa de promoção de festas raves. Obviamente que nessas festão são distribuídas drogas sintéticas, como LSD e ecstasy, desse cidadão [Rafael] que se passa por doido”, afirmou o delegado Odilon Teodósio, da Deicor.
Um levantamento da reportagem identificou em nome da jovem de 24 anos a empresa Melting Consultoria e Entretenimento, com endereço em um apartamento no 19º andar do Gran Parc Petropólis, residencial situado no bairro que dá nome ao condomínio. Um apartamento de mais de um milhão de reais foi citado pela polícia na coletiva desta quinta-feira.
As informações da empresa registram que seu capital social é de R$ 100 mil. Um telefone celular registrado em nome da Melting foi contatado pela reportagem. Ninguém atendeu as ligações.
Não foram localizados eventos relacionados ao nome da empresa. 
Nas redes sociais, nenhuma indicação faz suspeitar que o casal tem enorme patrimônio. Nos perfis de Laíze e Rafael eles sequer aparecem juntos nas fotos que estão disponíveis para o público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.