. .

15 de abril de 2018

Casal suspeito de participar da morte do empresário Lourenço Salvino é preso

Isabel Ferreira se entregou no início da manhã e João Paulo Tobias foi cercado pela polícia enquanto tentava fugir


Uma mulher de 21 anos identificada como Isabel Ismara Pinheiro da Silva e um amigo dela João Paulo Amorim Tobias da Silva, de 20 foram presos na manhã deste sábado (14), suspeitos de terem participado da morte do empresário Lourenço Salvino da Silva, de 51 anos. O corpo da vítima foi encontrado enterrado ao lado de uma casa na praia de Santa Rita, litoral Norte na sexta-feira (13). Uma menor confessou o crime e entregou os comparsas. Um terceiro indivíduo continua foragido.
Isabel se entregou com a condição da presença de uma equipe de tv e de um advogado, ela já possuía um mandado de prisão em aberto e por esse motivo ficou recebeu viz de prisão no momento que chegou na delegacia. Já João Paulo, que também era considerado foragido, foi preso pela polícia no final da manhã quando se preparava para fugir. Ele assume a participação no latrocínio ( roubo seguido de morte), mas ela nega.
De acordo com o delegado Marcelo Aranha os três que estão sob a custódia da Polícia Civil possuem ligação direta com o crime. "A adolescente e Isabel são as mentoras do latrocínio e João Paulo acompanhado de um segundo indivíduo executaram o plano matando a vítima com golpes de faca e depois ocultando o corpo", disse. O comparsa de João foi identificado como "Ivan Paulista" e se encontra foragido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.