. .

17 de novembro de 2016

Polícia divulga balanço da operação que foi realizada em AL e BA- [ Notícia Com imagem ]

Oito pessoas foram presas, além de armas e vasta munições. Quadrilha é acusada de roubos a bancos em vários estados.
http://veposcedoca.blogspot.com.br/
Uma operação desencadeada desde as primeiras horas desta quinta-feira (17), resultou na apreensão de várias pessoas suspeitas de realizarem vários assaltos a instituições financeiras nos Estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe. O bando que é oriundo de Paulo Afonso na Bahia foi preso, após um trabalho integrado da Polícia Civil de Alagoas e Bahia.

Oito pessoas foram presas na cidade de Paulo Afonso. Eles foram identificados como: Everaldo João de Sá, Paulo Marcelo Pereira da Silva, Jocélio Ramos Lúcio, Fabrício Pereira da Silva “Cabral”, Ivaldo Pinheiro “Nego Verdura”, Gilson dos Santos Medeiros, Valdian Varjão e Leonardo Henrique Lopes da Silva.

Esses dois últimos são funcionários da empresa Prossegur [Empresa que é responsável pelo abastecimento de cash’s eletrônicos], segundo as investigações da polícia, eles repassavam as informações dos bancos que seriam abastecidos.

Em contato com a reportagem do portal  o delegado que comanda a operação, Vinicius Ferrari, informou que a ação ainda não foi concluída e que a qualquer momento novas pessoas poderão ser presas.

Em Delmiro Gouveia, dois fuzis foram apreendidos depois de serem abandonados no Jardim do Fórum da cidade. As armas são uma fuzil calibres 762 (modelo americano) e um 556 (modelo AR-15/capaz de derrubar aeronave), além de um luneta com precisão de quase dois quilômetros.
 Elas foram apreendidas por guarnições da Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (COPES-CAATINGA), Pelotão de Operações Especiais (PELOPES) e Rádio Patrulha (RP).

Dão apoio a operação, Polícias Civil e Militar de Alagoas e Bahia.
 A ação é supervisionada pelo Secretário de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), coronel Lima Júnior, delegado-geral Paulo Cerqueira e o coronel-geral Marcos Samapaio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.