. .

20 de novembro de 2016

NA BAHIA E OUTROS ESTADOS É GRANDE A REPERCUSSÃO DA PRISÃO DOS OITO SUSPEITOS DE ROUBOS A BANCOS EM PAULO AFONSO

O caso da ‘Operação Fronteiras’ realizada em Paulo Afonso na última quinta-feira (17) repercutiu na imprensa de todo o Nordeste. O nosso portal  divulgou a informação junto com a reportagem também exibida no Jornal da Manhã (JM) da TV-Bahia com transmissão para too o Estado .

O noticiário regional também deu destaque ao caso com a exibição da TV São Francisco de Juazeiro no BA-TV (Veja vídeo abaixo).E o texto a seguir foi publicado no nosso portal  às 8:23 da manhã do dia 18 e novembro. Veja:

Oito pessoas foram presas em Paulo Afonso, norte do estado, na quinta-feira (17), na Operação Fronteiras, da Polícia Civil de Alagoas com apoio da Bahia, Sergipe e Pernambuco. A ação combate assaltos a bancos. No total, foram cumpridos 10 dos 26 mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão.

A operação foi comandada pelo delegado Vinicius Ferrari da Divisão Especial de Investigação e Captura (DEIC) da polícia de Alagoas e pela delegada Mirela Santana de Paulo Afonso. Estiveram envolvidos na operação mais de 30 policiais e dois helicópteros que foram usados durante a transferência dos presos.

A maioria dos presos morava em Paulo Afonso e, segundo a polícia, faziam assaltos em várias cidades da região. “Essas pessoas são frequentemente citadas como envolvidas em roubo a bancos. A gente começou a colher provas contra elas, em viturde dessa frequência. Com a coleta de provas, levamos para o judiciário e a prisão foi decretada”, disse o delegado Vinicius Martins Ferrari.

Os presos foram levados para a delegacia de Paulo Afonso. Alguns deles permanecerão no local e outros foram transferidos para Alagoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.