. .

21 de novembro de 2016

Mulher sangra até a morte após namorado tomar chá que deixa o pênis maior

O caso aconteceu em Ibadan, na Nigéria, e agora Busari está preso
Dúvida do dia: Você acha que, quando o assunto é sexo, bom mesmo é não ter limites e fazer de tudo pelo prazer máximo?

Nós entendemos que, na hora de momentos mais calientes, é legal investir em brinquedinhos diferentes, posições novas, roupas íntimas mais ousadas, mas é preciso tomar alguns cuidados.
O Mirror divulgou o caso de uma mulher de 48 anos que teve uma hemorragia e sangrou até a morte depois de o seu parceiro, Fatai Busari, de 50 anos, ter tomado um coquetel maluco para aumentar o tamanho do seu pênis. Após o resultado, os dois fizeram sexo por muito tempo e a coisa não terminou nada bem.
 Tragédia
O caso aconteceu em Ibadan, na Nigéria, e agora Busari está preso, acusado da morte da companheira, e pode enfrentar a pena de morte, caso seja realmente condenado. De acordo com informações do procurador Selewa Hammed, a namorada do acusado morreu em casa, após as relações sexuais.

No dia da morte da namorada, o homem bebeu uma mistura de ervas, conhecida por seu poder de aumentar o tamanho do pênis. O casal percebeu que algo estava errado quando a mulher começou a ter hemorragias – como nenhum dos dois buscou ajuda, ela acabou morrendo mais tarde, em casa, de tanto sangrar. O julgamento deve acontecer no dia 30 de novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.