. .

21 de novembro de 2016

Disque Denúncia do Rio recebeu 19 denúncias sobre a Cidade de Deus desde sexta

Disque Denúncia promete recompensa a quem fornecer informações que levem a polícia a prender assassinos de policiais Foto: Divulgação
O Disque Denúncia do Rio de Janeiro recebeu 19 denúncias anônimas desde a última sexta-feira (18) sobre pontos de venda de drogas e sobre a localização de envolvidos nos confrontos na Cidade de Deus e nas comunidades do entorno de Jacarepaguá.
No sábado, um helicóptero da Polícia Militar que prestava assistência a uma operação nos arredores caiu e matou todos os quatro agentes a bordo. O laudo preliminar não identificou marcas de tiros nos policiais nem na aeronave, mas a hipótese de abatimento não está descartada.
No momento, o Disque Denúncia promove campanha em que promete recompensar com R$ 5 mil quem fornecer informações que ajudem a polícia a prender qualquer assassino de policiais. O anúncio ressalta que mais de uma centena de agentes morreram este ano.
As informações chegaram à entidade por meio do telefone 2253-1177 e do aplicativo para celular, disponível nas lojas virtuais Google Play e Apple Store — as duas vias garantem o anonimato do denunciante.
TERCEIRO DIA DE OPERAÇÃO
Equipes policiais movem nesta segunda-feira operações na Cidade de Deus, comunidade da Zona Oeste do Rio, pelo terceiro dia consecutivo. Até o momento, segundo a Polícia Militar, houve sete prisões e apreensão de armas e drogas. Na quinta-feira, bandidos da Cidade de Deus teriam tentado invadir a região da Gardênia e do Anil, o que teria desencadeado a reação policial.
A Divisão de Homicídios (DH) identificou os sete mortos — seis homens e um adolescente —na comunidade durante o fim de semana, encontrados com marcas de tiros em região de mata. Recolhidos por moradores, os cadáveres foram envoltos em lençóis até a chegada da perícia. Os parentes denunciam execução por parte de policiais. Os corpos permanecem no Instituto Médico Legal.
As ações policiais deixaram ao menos 14 mil sem aulas na Cidade de Deus e no Complexo da Maré. Segundo a Secretaria municipal de Educação, que promete a reposição das aulas, são ao todo 53 unidades escolares sem atendimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.