. .

21 de novembro de 2016

200° Homicídio em Mossoró 2016: Jovem é executado com quase 30 tiros de Pistola e escopeta 12


A cidade de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um crime de homicídio, provocado por disparos de arma de fogo e chega a triste marca dos 200 assassinatos no ano, uma violência recorde na história da cidade. 

O crime foi registrado pela Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), por volta das 21h30min desta terça feira 15 de novembro de 2016 em um espetinho ao lado da Igreja São João na Rua Felipe Camarão no bairro Doze Anos.

A vítima identificada como Rafael Robson de Souza Gomes, conhecido como "Rafael Pestinha" de 28 anos de idade, morador do Abolição III, foi executado com aproximadamente 30 tiros de pistola 380 e Escopeta calibre 12.

Testemunhas contaram à Polícia, que a vítima bebia com amigos no espetinho, quando cerca de quatro homens armados de pistola e e escopetas chegaram, se dirigiram à mesa e pediu para que as pessoas que estavam com Rafael se afastassem e quando elas saíram os homens começaram a disparar contra o jovem que teve sua cabeça esfacelada pelos disparos.

O espetinho estava lotado de gente bebendo e a sequência de tiros provocou um corre-corre onde as pessoas tentavam escapar dos disparos. Após executarem a vítima os atiradores fugiram em um veículo, que segundo testemunhas era um Pálio de cor vermelha e não foram identificados.

A Polícia informou que o jovem Rafael Robson já respondeu processos na Justiça por assalto, tráfico de drogas e Associação criminosa, nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte.  No dia 20 de julho desse ano Rafael foi preso pela DENARC, juntamento com dois amigos, no bairro Macarrão. Na oportunidade a Polícia Civil apreendeu duas pistolas de uso restrito e uma grande quantidade de munições, inclusive de Fuzil.

Após o isolamento do local de crime realizado pela Guarda Civil e a Polícia Militar, a Equipe do Itep procedeu a perícia e a remoção do corpo para ser necropsiado e depois liberado para sepultamento.

A Motivação do crime que até o momento é desconhecida vai ser investigada e esclarecida pela Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Art. 220º da Constituição Federal: A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.